Logo ZooLive

Horário de funcionamento: Seg a Sexta das 9h às 18h / Sábado das 9h às 15h

Agende agora! Resultado de Exames

Whatsapp:

(13) 99695-9100

Alimentação natural para cão é seguro? Como aplicar na dieta canina?

Uma alternativa para mudar isso e que está se destacando cada vez mais é a alimentação natural para cães.  

Embora a maioria das pessoas saibam que as rações secas de qualidade são uma das melhores opções para garantir uma boa dieta para nossos pets, muitos donos têm dó de vê-los comer sempre o mesmo alimento. Uma alternativa para mudar isso e que está se destacando cada vez mais é aalimentação natural para cães.  

Utilizando opções saudáveis, com auxílio de um médico-veterinário, acomida natural para cãespode ser bastante benéfica. Ficou curioso? É só continuar lendo.  

 

O que é alimentação natural para cachorro? 

O conceito da alimentação natural para cães ainda é bastante controverso, principalmente por dois motivos. Um deles, é o fato de não existir um órgão legislador e fiscalizador responsável por dizer o que é um alimento natural. Em outros lugares do mundo isso já existe, como nos Estados Unidos que tem a AAFCO e a Europa, a FEDIAF; mas olhando para as duas normativas, existem várias diferenças para a definição do que é tido como natural.   

Já o segundo principal motivo é mais técnico. O termo “natural” implica em algo que não tem nada de artificial, sendo impossível garantir uma refeição balanceada aos pets sem o uso de nutrientes sintéticos, como vitaminas e minerais. Cães e gatos necessitam de até 58 nutrientes diferentes diariamente, e não dá pra atender a essa demanda só com ingredientes comuns, como arroz, carnes e vegetais.  

Então a alimentação natural para cachorros não existe? Existe, mas o nome mais adequado para indicar essa alimentação seria “dieta caseira” ou “alimentação caseira”, significando o oposto de dieta comercial.  

 

Essa “alimentação caseira” é recomendada?  

O fato de ainda não existir um consenso em relação à nomenclatura desse tipo de alimentação não anula a sua recomendação. Na verdade, desde que o pet esteja bem e saudável, e sua dieta seja balanceada, não há problema algum em lhe oferecer uma alimentação caseira.  

O importante não é apenas qual o tipo de refeição é mais adequado, mas sim o auxílio profissional que o tutor deve buscar para decidir o alimento ideal para o seu pet.  

 

E os alimentos crus? Posso dar para o meu cachorro? 

Se você se interessa pelo tema e já buscou algo relacionado à alimentação natural, já deve saber que alimentos crus não são recomendados. Alguns patógenos presentes nas carnes cruas, por exemplo, são capazes de induzir doenças em cão e gatos, podendo até mesmo passar para os tutores.  

Para que isso não aconteça, alimentos crus devem ser dados aos pets desde que sejam congelados por, no mínimo, sete dias em freezer e em temperaturas abaixo de -8ºC. E se não forem consumidos por eles em até 20 minutos, devem ser descartados.  

Já as frutas podem substituir os petiscos artificiais, como um “lanchinho” antes da refeição principal.  Mas nem todas são recomendadas! 

Banana, pêra, maçã, melancia e mamão (uma das preferidas dos pets), por exemplo, estão liberadas e eles podem comer sem riscos diariamente desde que oferecidas em pequena quantidade para que não haja o consumo de calorias em excesso.  

E aí, esclareceu suas dúvidas? Pensa em oferecer alimentação caseira para o seu amigo?  

Fale com a gente para saber mais!  

Be the first to comment on "Alimentação natural para cão é seguro? Como aplicar na dieta canina?"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*